Lutando contra doença grave, estudante de Cerejeiras morre e é homenageada por enfermeiro de Vilhena

Morreu, neste domingo, 19, a estudante Cristine da Cruz Silveira, de 15 anos, na cidade de Cerejeiras. A jovem era portadora de uma doença grave, chamada mielomeningocele, que consiste em uma pessoa nascer com um ou mais gomos da coluna cervical em formato gelatinoso, o que causa complicações nos demais órgãos do corpo, incluindo a locomoção.

Cristine, que era cadeirante, era vista como um exemplo de luta e persistência. Por isso, a morte da estudante causou comoção em Cerejeiras.

Segundo apurações, a estudante morreu com complicações provocadas pela doença.

Nas redes sociais, o enfermeiro vilhenense Elizeu Muniz de Oliveira, que cuidava da estudante, escreveu um texto para homenageá-la. Confira abaixo, na íntegra:

  • Hoje a tarde de domingo ficou escura, vc me deixou, virou um anjo eu tenho certeza!
  •  Me deixou aqui com o coração em pedaços, lágrimas definem a minha dor pela sua perca!
  •  Cris uma menina que no início era apenas minha paciente, o tempo passou e vc se tornou uma amiga, uma irmã de mães diferentes!
  •  Guerreira eu definiria uma palavra ao pensar em vc meu amor!
  •  Eu não tenho palavras para descrever o amor que sinto e que eternamente vou sentir no meu coração.
  •  Eu sei que os dias não foram fáceis pra vc, porém vc descansou desse sofrimento.
  •  Hoje a terra perdeu um anjo, e esse anjo vai brilhar e encantar a todos lá no céu, com seu amor, humildade, carinho, e um sorriso que levarei para sempre em minha memória!
  •  A deus minha menininha o eli vai está aqui na terra com o coração partido mas sabendo que vc está encantando aí no céu!
  •  Te amarei eternamente

Fonte: Folha do Sul

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA