Prefeitura implementa ações para proteger pessoas e famílias vulneráveis

Porto Velho, RO – A Prefeitura de Porto Velho, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e da Família (Semasf), nesse momento de pandemia, realiza várias ações, visando a proteção de pessoas e famílias em estado de vulnerabilidade social.

O serviço especializado de abordagem social da Semasf, em parceria com a arquidiocese de Porto Velho, faz atendimento diário de 150 pessoas com serviços de acolhida, orientação, serviços de alimentação e encaminhamento à população em situação de rua, inclusive, orientando quanto ao Auxílio Emergencial.

Em permanente funcionamento, o serviço de acolhimento e proteção para pessoas que estão nas sete Unidades de Acolhimento de crianças, adolescentes , adultos e famílias, que são ao todo, mais de 140 pessoas acolhidas (24h) que recebem esse serviço a partir do momento de violação de direitos que estão passando, inclusive mulheres vítimas de violência doméstica.

A Semasf, considerando a pandemia, implantou um abrigo provisório, em parceria com a Arquidiocese de Porto Velho, e assim, ampliou o número de vagas para imigrantes venezuelanos que estavam em situação de rua e de abandono em Porto Velho.

A Prefeitura de Porto Velho firmou parceria com a Associação de Magistrados no projeto “S.O.S Rondônia” , onde obteve um repasse de 400 mil reais para aquisição de cestas básicas. As cestas básicas serão adquiridas pela Semasf e distribuídas para famílias carentes.

26.214 famílias recebem o Bolsa Família em Porto Velho, desses números de beneficiários, 25.214 vão receber o Auxílio Emergencial do Governo Federal, totalizando R$ R$ 29.512,000 que serão repassados para as famílias carentes do município de Porto Velho.

Centro de Referência de Assistência Social

Os Centros de Referência da Assistência Social (Cras) atendem as famílias e indivíduos em situação de vulnerabilidade social. Oferece o Serviço de Proteção Integral a Família, o Servico de Convivenvia e Fortalecimento de Vínculos e o Serviço de Atendimento à Idosos e Pessoa com Deficiência em Domicílio.

Viabiliza o acesso aos benefícios socioassistenciais do Governo Federal através do Cadastro Único, eventuais, como cestas básicas, distribuição de alimentos pelo Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).

Em atenção a esse período de pandemia as ações de concessão de benefícios eventuais, de ação continuada, tiveram um aporte de 69% para a ampliação da oferta.

A capital Porto Velho conta com 6 Cras e a Central de Cadastro Único, além do Centro de Convivência do Idoso.

Cada unidade atende mais de 100 pessoas diariamente. E neste período de pandemia, em atenção a necessidade do isolamento social, as atividades coletivas firam suspensas; contudo o atendimento prioritário continua. As unidades mencionadas atendem ao público das 8h às 14h. Também está disponível o atendimento via telefone para orientações e informações.

Os Cras e o CadÚnico, para o período, atendem a população atentos aos critérios de segurança quanto à prevenção à contaminação pelo COVID 19.

”É a Prefeitura de Porto Velho, através da Semasf, cumprindo o seu papel e legitimando o Sistema Único da Assistência Social (Suas). O prefeito Hildon Chaves tem cobrado todo empenho nas ações da Semasf nesse momento e tem dado todo apoio para realizarmos o trabalho”, disse a secretária da Semasf, Adriane Soares.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA