Programa AmpaRO: Seas alcança cerca de 50 mil famílias em situação de vulnerabilidade socioeconômica

Programa AmpaRO: Seas alcança cerca de 50 mil famílias em situação de vulnerabilidade socioeconômica

Porto Velho, RO – A abertura para o cadastramento (primeira fase) do Programa AmpaRO iniciou na segunda-feira (15). Mais de 48 mil famílias rondonienses em situação de extrema pobreza serão beneficiadas com um auxílio financeiro no valor de R$ 200, pagos em três parcelas.

Devido à situação de pandemia, a Secretaria de Estado da Assistência do Desenvolvimento Social (Seas) desenvolveu o Programa AmpaRO com recursos oriundos do Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Fecoep), que é voltado ao financiamento de políticas públicas da população em vulnerabilidade social do Estado de Rondônia, sendo prevista a execução de mais de 37 milhões.

Segundo a primeira-dama e secretária da Seas, Luana Rocha, a primeira fase do programa é para a realização de consulta e cadastramento, já a segunda fase é para recebimento do benefício.

“Desde o início da pandemia temos trabalhado para dar assistência e atender as famílias, e o Programa AmpaRO nasceu com esse objetivo. Esse recurso para muitos é um suspiro de alívio”, destacou a secretária.

QUEM TEM DIREITO E COMO RECEBER
Podem receber o benefício, as famílias em situação de extrema pobreza (situação de vulnerabilidade socioeconômica em Rondônia) com renda per capita familiar de até R$ 89 (oitenta e nove reais) beneficiárias do Programa Federal Bolsa Família em Rondônia, que estejam nesta condição na folha de pagamento do mês de abril de 2020.

Para realizar o cadastro o usuário deve clicar no link do programa, colocar o número de CPF e a data de nascimento. Caso o usuário esteja apto a receber o benefício, irá aparecer a mensagem “Seu nome consta no grupo de beneficiários do Programa AmpaRO”, e ele será direcionado a uma página para preenchimento dos dados pessoais.

Após preencher corretamente os dados aparecerá a mensagem “Confirmação enviada com sucesso” em uma aba com a cor verde. Após isso, o cadastro está pronto e o usuário deve aguardar a divulgação das datas de pagamento nos canais oficiais da Seas.

Caso o usuário não esteja apto a receber o benefício, aparecerá a mensagem “Seu nome não consta no grupo de beneficiários do Programa AmpaRO”. Quem já recebe o recurso do “Auxilio Emergencial”, ou Auxílio Alimentação (Cartão Alimentação Escolar) não perderá receber o benefício do Programa AmpaRO, já que ambos os programas não interferem um no outro.

COMO SERÁ FEITO O PAGAMENTO

Para receber o benefício será aberta uma conta poupança digital no nome do usuário, de acordo com os dados que foram fornecidos. Após isso, o usuário deve aguardar a divulgação das datas de pagamentos e para verificar o valor recebido, basta o usuário baixar o aplicativo da Caixa Econômica Federal “Caixa Tem” e conferir o pagamento.

No aplicativo o usuário consegue ainda transferir o valor para outras contas de uso, e só em necessidade extrema deve sacar o recurso nas agências ou lotéricas, evitando assim o contágio na pandemia.

SEAS NO COMBATE A COVID-19

Além do Programa AmparRO, a Seas tem repassado desde janeiro, recursos financeiros oriundos do Cofinanciamento Estadual do Sistema Único da Assistência Social (Suas) aos municípios do estado para que possam ajudar as famílias com insumos e cestas básicas. Ao todo já foram repassados mais de R$ 6 milhões em recursos, e cada município possui como responsabilidade a entrega de insumos à população.

CADASTRO NO PROGRAMA AMPARO

SAIBA MAIS SOBRE O PROGRAMA

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA