Atendendo indicação do deputado Ezequiel Neiva, Governo faz cotação para hospedar servidores da saúde

Mais de 850 servidores já foram afastados por serem do grupo de riscos, por estarem com Covid-19 ou com suspeita da doença

Porto Velho, RO – No dia 27 de abril, o deputado Ezequiel Neiva (PTB) fez indicação ao Governo de Rondônia, que intercedesse junto à Secretaria de Saúde do Estado (Sesau), sobre a necessidade da hospedagem gratuita para trabalhadores da área de saúde que atuam na linha de frente no combate à pandemia do Coronavírus (Covid-19).

Ezequiel Neiva é presidente da Comissão Temporária Especial da Assembleia Legislativa, a qual possui atribuições de acompanhamento da situação fiscal e execução orçamentária e financeira das medidas relacionadas à emergência de saúde pública de importância institucional relacionada à pandemia do coronavírus no Estado.

Ao justificar a indicação, o parlamentar atentou que os profissionais da área da saúde correm riscos iminentes de contágio do Coronarívus. “Familiares dos profissionais da saúde correm os mesmos riscos de contaminação. Caso estes profissionais entendam que seja necessário se afastarem temporariamente da família, por questões de prevenção principalmente aos idosos e pessoas de risco, o Estado precisa oferecer essas condições”, observou Ezequiel Neiva.

Em coletiva à imprensa nesta quarta-feira (13), o secretário de Saúde do Estado, Fernando Máximo, afirmou que está em andamento a cotação de preços em hotéis para possível hospedagem de profissionais que atuam na linha de frente no combate ao Coronavírus.

Servidores afastados

De acordo com Fernando Máximo, 857 servidores estão afastados de suas funções, sendo que entre esses trabalhadores existem pessoas que testaram positivo para Covid-19, servidores que estão afastados porque são do grupo de risco e outros estão com a suspeita da doença.

Ainda conforme dados apresentados na coletiva de imprensa, no Hospital João Paulo II, 142 servidores apresentaram resultado positivo para Coronavírus. Já no Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro, o número de trabalhadores infectados com a doença chegou a 178. No total, 123 estão colaboradores da área da saúde, que foram infectados, estão curados, e desses, 106 são do João Paulo.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA