Operação Caapora – Etapa Rondônia: PRF apreende cerca de 165m³ de madeira irregular na região da Amazônia Legal

Operação Caapora – Etapa Rondônia: PRF apreende cerca de 165m³ de madeira irregular na região da Amazônia Legal

Porto Velho, RO – A Polícia Rodoviária Federal (PRF) encerrou, na noite desta segunda-feira (11), a Operação Caapora. Iniciada na última segunda (04), as ações tiveram como foco o combate ao desmatamento, ao transporte ilegal de produto florestal e demais condutas ilícitas praticadas na região da Amazônia Legal, em Rondônia, Amazonas e Mato Grosso, três dos principais estados a despontarem na degradação do bioma amazônico.

No total, o efetivo mobilizado na regional foi de 18 policiais: 10 atuando em Rondônia e 08 no Mato Grosso. Todos passaram por um treinamento no Batalhão de Polícia Militar Ambiental, abrangendo as seguintes temáticas:
– Legislação ambiental com foco na fiscalização do produto de origem florestal;
– Tipos de perfil e cálculo volumétrico;
– Instrução Normativa 21 do Ibama.

Além disso, dois PRFs de Ji-Paraná explanaram sobre a fiscalização do Arla 32 e diesel S10, buscando diminuir a emissão de poluentes na atmosfera. A atualização dos recursos humanos, com foco em treinamento constante do policial é de suma importância no enfrentamento ao crime ambiental, principalmente no bioma amazônico que requer conhecimentos específicos sobre a diversidade dnodasssas fauna e flora.

Nos oito dias de ações coordenadas em pontos estratégicos de fiscalização, como a Rodovia Transamazônica (BR-230) e na BR-319, as equipes da PRF em Rondônia registraram 07 flagrantes de crimes ambientais e 05 crimes envolvendo o transporte ilegal de animais silvestres.

164,95 m³ de madeira irregular foram apreendidos. O transporte e extração irregular de madeira é crime previsto na Lei 9605/98 – Lei de Crimes Ambientais. No total, 11 pessoas foram detidas por diversos crimes, incluindo uso de documento falso e porte ilegal de arma de fogo.

A Operação Caapora da PRF, cuja nomenclatura remete a palavra da língua Tupi que significa “àquilo ou àquele que vem do mato”, reforça o compromisso da instituição de prevenir e reprimir os delitos ambientais. Esses que são ainda objetivos da Operação Verde Brasil 2 desencadeada pelo Governo Federal na Amazônia Legal, nesta segunda (11), da qual a PRF também faz parte.

Saiba mais sobre a Verde Brasil 2 clicando AQUI.

 

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA