O Governo de Rondônia, por meio do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) está realizando a operação “Trânsito Livre”, que tem como objetivo principal atuar nas vias com maior movimentação de veículos, fazendo-se cumprir a legislação de trânsito, bem como garantir a segurança do usuário, seja ele motorista, motociclista, ciclista ou pedestre.

O diretor-geral do Detran, coronel Neil Aldrin, ressalta que a presença do agente de trânsito na via inibe o usuário a cometer irregularidades no trânsito, como por exemplo: parar em cima da faixa de pedestre prejudicando o direito do pedestre de ir e vir com segurança. Outra infração muito comum é o condutor parar o veículo em fila dupla comprometendo a fluidez da via. “Os agentes de trânsito do Detran estão na rua para garantir a segurança e ao mesmo tempo orientar o cidadão que por ventura, desrespeitar a legislação”.

“A operação consiste em sinalizar, dividir pistas com maior fluxo de veículos com cones para coibir infrações em fila dupla e observar o respeito a faixa de pedestre e a calçada, cumprindo a diretriz primária do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que é a fluidez do trânsito. O usuário sabe fazer o certo, só escolhe não fazer”, destaca o auxiliar de fiscalização de trânsito, Carlos André.

Agentes fazem uso de motocicletas para orientar condutores

A diretora-técnica de Educação de Trânsito, Claudia Roberta Stochi, disse que a ação é preventiva e educativa e o trabalho está sendo realizado de forma massiva e rotineira. “É uma maneira de educar o cidadão, fazendo com que a pessoa repita diversas vezes a mesma rotina, coibindo a ação negativa no trânsito”, ressaltou.

O agente de trânsito, Isac Barbosa, comenta que a maior dificuldade da operação “Trânsito Livre” é quanto a orientação de pedestre e ciclista, devido à resistência de alguns, pois acreditam que estão fazendo o correto e nem sempre a atitude que tomam traz a segurança que imaginam.

“Orientamos o ciclista a desembarcar da bicicleta ao atravessar a faixa de segurança e ao pedestre que observe e  sinalize para que o condutor do veículo o veja e somente ao perceber que foi visualizado comece a travessia da faixa”, orientou.

Outro ponto de preocupação do agente, são os veículos que transitam pelos corredores. Com a diminuição do fluxo na via, houve um aumento na velocidade, principalmente dos motociclistas, trazendo um fator de risco maior, tanto para os motociclistas quanto para os pedestres. Isac orienta ainda ainda para que o usuário tenha consciência na via, pois os acidentes e mortes no trânsito geralmente ocorrem por falha humana, principalmente nos cruzamentos. Por isso que o Detran tem feito balizamento nas esquinas e nos principais cruzamentos da área Central de Porto Velho para aumentar a visibilidade e chamar a atenção do condutor e evitar os risco que são eminentes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui