O Vereador Lauro C Kloch e Toninho de Jesus realizaram uma  fiscalização de rotina no hospital de campanha e comprovaram as denúncias realizadas pelo site  como falta de medicamentos básicos e material de trabalho dos profissionais que atuam no hospital.   

Após a fiscalização os vereadores publicaram as demandas constatadas em loco no grupo de whatsapp dos vereadores instantaneamente os áudios vazam na rede social gerando um mal estar entre os pares. Confira os áudios.

No áudio o vereador revela a falta de Epi equipamentos segurança como a mascara de vital importância contra o contagio do covid  dos profissionais que atuam no hospital de campanha que precisam comprar com seu próprio dinheiro para poder desenvolver suas atividades com segurança contra o covid.  Revela ainda a falta de medicamentos básicos que os familiares de pacientes precisam comprar.

Em contato com a redação site o morador cacoalense Dioyne lamentou toda essa situação de sofrimento e perda de vidas por falta de gestão do prefeito Adailton Fúria – PSD. O morador cacoalense ressaltou que  dinheiro tem a câmara municipal aprovou o  Projeto de Lei, (Nº 0023-2021),  dando abertura de crédito adicional suplementar ao orçamento vigente, no valor de R$ 4.082.400,00, ao fundo municipal de saúde para o prefeito Fúria utilizar os recursos destinando-se  para o hospital de campanha para atende e trata dos pacientes com corona vírus (Covid-19).

Vários pacientes tem perdido a vida dentro do hospital de campanha e os números das mortes não estão sendo revelados para manter a campanha a publicidade do prefeito.

As demandas do município passaram a  ser encaminhadas ao Vice Prefeito Cassio Gois pelos vereadores e população em geral.  Com mais experiência em gestão e o trato com as coisas publicas o Vice Prefeito vem sendo o fiel da balança na prefeitura de Cacoal fazendo as coisas acontecer na capital do café. Veja.

O site Portal Rondônia de Noticias teve acesso a varias filmagens e áudios  de pacientes e familiares sobre denuncias de mal atendimentos, falta de medicamentos no hospital de campanha e tantas outras denuncias graves que estarão  sendo publicadas nas próximas edições e o levantamento de mortes ocorridas nos 100 primeiros dias de mandato do prefeito em Cacoal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui