O deputado Cirone Deiró (PODE), na sessão desta terça-feira (6), informou que solicitará da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), informações de como está a questão do Cartão de Alimentação. Segundo Deiró, no ano passado, o Governo realizou o programa que distribuiu o cartão a todos os alunos da rede pública de ensino que tinham direito à merenda escolar antes da pandemia que culminou com a suspensão das aulas presenciais.

“ E esse cartão foi feito para que esses alunos e suas famílias pudessem fazer suas compras nas redes de supermercados credenciados dentro do estado de Rondônia. E já estamos no mês de abril e eu, gostaria de ver qual será a propositura da Seduc, neste ano, com os recursos voltados para a merenda escolar, uma vez que estamos, ainda, passando por um momento de pandemia, com muitas famílias passando por necessidades de alimentação e esse cartão, sem dúvida, ajudaria muitos lares em nosso estado. Então solicito à Seduc, que se ainda não foi providenciado, que seja feita a licitação para que possamos garantir o Cartão Alimentação aos alunos da rede pública de ensino”, enfatizou Cirone Deiró.

Grupos essenciais para vacinação

O parlamentar comentou que, na última semana, a Assembleia votou sobre a questão da seleção dos grupos considerados essenciais para receberem a vacinação contra a Covid-19. A Casa fez a Recomendação e a Sesau fará o cronograma de vacinação essencial.

“Quero, inclusive, parabenizar o governador Marcos Rocha pelo início da vacinação aos servidores das nossas forças de Segurança Pública. E aproveito para indicar sobre as casas lotéricas de Rondônia e todas as agências da Caixa Econômica Federal, visto que estes estabelecimentos executam um papel importante e social dentro de todos nossos municípios. São filas e filas de pessoas para serem atendidas para receberem seus auxílios, seus benefícios. Sendo assim, vejo os trabalhadores destes estabelecimentos como pessoas dentro da prioridade para as vacinações”, lembrou o parlamentar.

O deputado também citou os servidores da Fhemeron, que solicitaram para serem considerados prioritários por fazerem parte do sistema de saúde e atuarem e manusearem insumos de risco. Cirone ainda comentou sobre outra solicitação, esta, feita pela OAB e Cacoal.

“ Os advogados nos relataram que frequentam muitos presídios e outros ambientes de risco de contágio pelo novo coronavírus e, com isso, nos solicitaram para também serem incluídos nos grupos prioritários de imunização contra a Covid-19”, destacou o parlamentar.

Produção de cacau nativo

O deputado concluiu seu pronunciamento destacando os municípios de Cacoal, Jaru, região de Ouro Preto do Oeste, e citou a Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac), órgão federal, que fazia todo o trabalho de estudo, genética do cacau, trabalho de melhoramento da aplicação tecnológica do grão.

“E hoje, o que podemos ver é que Ceplac é um órgão em extinção no Governo Federal e Rondônia não pode ficar sem essa assistência. Então peço aqui, a Seagri, ao Governo do Estado, a Emater, que façamos um programa para que possamos assumir a gestão do cacau, fazendo parcerias, retomando instalações da Ceplac para a Seagri, contrate técnicos qualificados e voltemos a cuidar do nosso cacau”, concluiu o deputado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui