PRF em RO realiza atividade de ambientação aos novos policiais

Foto: PRF/Divulgação

Ano novo, vida nova! Aproveitando a famosa frase, muito utilizada nessa época do ano, a Polícia Rodoviária Federal no Estado de Rondônia realizou um evento de boas-vindas ao novo efetivo, recém formado em 2019, para início das atividades operacionais em área de fronteira.

Mais de uma centena de servidores foi designada para trabalhar nas rodovias federais do Estado, reforçando assim as operações de combate ao crime, segurança viária e policiamento preventivo, consolidando o maior objetivo da instituição: preservação de vidas.

O evento ocorreu na sede do Instituto Federal de Rondônia (IFRO) nesta segunda-feira (06). A abertura foi conduzida pelo Superintendente Regional, Inspetor Gilson, que presidiu a mesa diretora composta pelas chefias das delegacias de Porto Velho, Ariquemes, Ji-Paraná e Vilhena, além do representante do sistema sindical em Rondônia, Inspetor Edson.

Durante o dia foram realizadas palestras, coordenadas por policiais mais experientes, nas áreas de Recursos Humanos, Segurança Orgânica, Educação para o Trânsito, Corregedoria, Núcleo de Operações Especializadas, Comunicação Social e Setor de Operações.

Aproveitando a oportunidade, que reuniu mais de duas centenas de policiais, o incidente ocorrido domingo (05), que vitimou o PRF Carias, lotado no município de Vilhena, foi abordado de duas maneiras. Inicialmente, houve a realização de um minuto de silêncio em homenagem ao policial. Posteriormente, durante o ciclo de palestras a psicóloga Luana Vianez Moreira, abordou a temática de prevenção ao suicídio nas carreiras policiais, reforçando assim as condutas paliativas nessa área.

A partir de terça-feira (07) estão previstas atividades operacionais em todo o Estado de Rondônia, com o objetivo de consolidar os conhecimentos obtidos pelos novos policiais durante os meses de treinamento realizados na Universidade Corporativa da Polícia Rodoviária Federal (UniPRF), localizada no município de Florianópolis/SC, adaptando assim as práticas operacionais ao ambiente da região Norte do país.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA