Para aprimorar ainda mais o trabalho de Vigilância Sanitária no Estado, o Governo de Rondônia, por meio Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), adquiriu 46 tablets, que serão usados nas ações coordenadas pela Gerência Técnica de Vigilância Sanitária (Gtvisa).

A ferramenta tecnológica (computador portátil em formato de prancheta) possui caneta óptica sem fio, para anotações na tela, acesso à internet, fone de ouvido, câmera, capa protetora para suporte e demais acessórios e funções que contribuem na agilidade do serviço dos técnicos, principalmente no exercício de fiscalização. “O processo de inspeção on-line é uma evolução sanitária ultramoderna, ainda não sendo uma realidade no cenário nacional e ajustando-se perfeitamente ao momento pandêmico e à evolução tecnológica do serviço público”, comentou a gerente da Gtvisa, Vanessa Ezaki.

Cada aparelho custa em torno de R$ 2.196,50 (dois mil, cento e noventa e seis reais e cinquenta centavos), totalizando um investimento de R$ 101.039,00 (cento e um mil e trinta e nove reais), recursos própria da Agevisa. Uma parte dos aparelhos atenderá com prioridade a equipe de vigilância estadual e outra será encaminhada aos municípios que aderirem à plataforma digital de licenciamento sanitário, Visaon.

Os fiscais da Agevisa já estão utilizando o dispositivo para ter acesso a plataforma, onde aplicam os roteiros de inspeções diretamente por meio do tablet. Também é funcional para elaboração de relatórios e outras atividades de interesse do serviço de vigilância. “Dentro da perspectiva do Governo, é imprescindível a aquisição de equipamentos de informática para a adesão ao sistema estadual informatizado de Vigilância Sanitária, onde tais equipamentos são fundamentais na execução do trabalho das equipes com a formação de um banco de dados integrado dos estabelecimentos sujeitos a Vigilância Sanitária, bem como a adesão a política do Governo de processos de trabalho sem papel e na simplificação da regularização destes estabelecimentos”, disse a diretora-geral da Agevisa, Ana Flora Camargo Gerhardt.

A plataforma digital tem acesso ao banco de dados da Junta Comercial de Rondônia (Jucer) com informações oficiais para fins de cadastro nas solicitações de licenciamento sanitário e análises de projetos arquitetônicos. A Superintendência Estadual de Tecnologia da Informação e Comunicação (Setic) criou o sistema, adequando ao uso do roteiro de inspeção on-line.

VISAON

Desde janeiro de 2019, a Gtvisa iniciou as tratativas para a criação e uso do VisaOn, uma plataforma digital autodidática que permite que a vigilância estadual tenha acesso ao banco de dados da Jucer com informações oficiais para fins de cadastro nas solicitações de licenciamento sanitário e análises de projetos arquitetônicos.

O objetivo do uso é que a vigilância sanitária preste o serviço de forma rápida, desburocratizada, moderna, organizando as informações que subsidiam o planejamento, o monitoramento e a avaliação das ações de vigilância em nível de Estado e dos seus 52 municípios.

Está previsto para o VisaOn, o recebimento de denúncias, o planejamento estratégico das ações, o processo administrativo sanitário e o acompanhamento dos termos exarados (notificação, auto de infração, interdição, entre outros).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui