Filho de Bolsonaro, deputado critica forma como portal da Rede Globo noticiou aumento de casos da Covid-19 em Rondônia

Filho de Bolsonaro, deputado critica forma como portal da Rede Globo noticiou aumento de casos da Covid-19 em Rondônia

Porto Velho, RO – Usando seu perfil no Twitter, o deputado federal por São Paulo, Eduardo Bolsonaro (PSL), filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) criticou a forma como o G1, portal de notícias da Rede Globo, noticiou o aumento de casos suspeitos do Coronavirus em Rondônia.

No dia 27 de março, reportagem exibida num telejornal da Rede Amazônica, afiliada da Globo no Estado, destacou que os casos suspeitos de Covid-19 haviam saltado de 1 para 6 em uma semana, totalizando um aumento de 500% (CONFIRA AQUI).

Após reproduzir a manchete da emissora (“Em uma semana, casos de coronavírus sobem 500% em Rondônia. 500%!!!”, Bolsonaro filho dispara: “500% !!! Casos saltaram de 1 para 6. Isso mesmo. Em uma semana 5 pessoas contraíram a doença e o G1 noticiou desta maneira. Histeria? Que nada, eles só queriam transmitir a informação” (CLIQUE AQUI e confira repercussão da postagem).

Ultimamente, a emissora com sede no Rio de Janeiro aumentou o tom das críticas contra o presidente, e o ministro da Educação, Abraham Weintraub, usou sua participação numa live promovida pelo próprio Eduardo Bolsonaro, realizada neste domingo, 05, para afirmar que o governo Jair Bolsonaro está preparando a cassação da concessão da TV Globo. Segundo Weintraub, a emissora “não sobrevive até 2023”.

“Tem uma rede de televisão que ela não sobrevive até 2023. Ela deve aos tubos, porque não pagou imposto, não vai ter certidão negativa pra renovar concessão. Ou ela paga um buzilhão de imposto que ela nunca teve que pagar ou ela não renova concessão, porque não vai ter certidão negativa”, disse Weintraub.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA