Vilhenense que articulou morte de gerente do Beron em Colorado é um dos que aterrorizaram família refém em São Felipe

Elpídio já cumpria pena, quando articulou o homicídio, em 2010, para receber R$ 2 mil

Foram capturados ontem à noite, dois dos três homens que, na quinta-feira, 02, trocaram tiros com a policia, após fazerem uma família refém na pequena cidade de São Felipe, na Zona da Mata de Rondônia, e fugirem levando uma caminhonete (lembre aqui). Ambos foram flagranteados pela Polícia Civil de Pimenta Bueno, para onde foram levados após a captura na zona rural.Um dos presos é Marcelo Henrique Conceição de Moraes (SEM CAMISA), 22 anos, morador de Vilhena e que já teria passagem pela polícia por outros crimes. Ele foi capturado após um morador da Linha 29 encontrá-lo caminhando pela estrada e informar a polícia. Também foi preso Elpídio Modesto Filho (CAMISETA MARRON ESCURO), 35 anos, nascido em Vilhena, mas que estaria residindo em Espigão do Oeste. Um terceiro participante do roubo, ainda não identificado, continua foragido.

Os dois criminosos confessaram ter usado duas armas para praticar o roubo e disseram ser os responsáveis por um outro roubo, ocorrido no balneário Lagoa Azul, poucos dias atrás. Relataram também que o veículo Amarok, que tentaram roubar em São Felipe, seria levado para a cidade de Costa Marques para ser trocada por drogas.

De acordo com fontes do FOLHA DO SUL ON LINE, o vilhenense Elpídio é o mesmo que, em 2010, cometeu um latrocínio do qual foi vítima o ex-gerente do banco Beron, Paulo Sérgio Ferreira Prado, o “Paulinho da Factoring” morador de Colorado do Oeste.

O crime cometido por Modesto, que agiu junto com outros três comparsas, aconteceu em 2010. Durante as investigações, a Polícia Civil descobriu que o detento Elpídio, preso em Vilhena, que onde já cumpria pena por outros crimes, mesmo dentro do sistema carcerário, ajudou na articulação da trama que visava a subtrair grande soma de dinheiro da vítima, arregimentando pessoas da vida do crime, para execução do assassinato. Para isso, apurou-se que ele receberia pelo menos R$ 2 mil.
Fonte: Folha do Sul
Autor: Da redação

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA