Inicia nesta quinta-feira (4) segunda fase da pesquisa com testes rápidos em Porto Velho e Ji-Paraná

Inicia nesta quinta-feira (4) segunda fase da pesquisa com testes rápidos em Porto Velho e Ji-Paraná

Porto Velho, RO Terá início nesta quinta-feira (4), a segunda fase da pesquisa nacional sobre Evolução da Covid-19, em Porto Velho e Ji-Paraná, com meta de realizar 250 testes rápidos em cada um dos municípios. A primeira fase da ação foi realizada entre os dias 14 e 21 de maio.

Em Porto Velho, a pesquisa será aplicada em 18 bairros diferentes, e em Ji-Paraná, serão percorridos 16 bairros. A pesquisa Evolução da Prevalência de Infecção por Covid-19 no Brasil tem o objetivo de estimar o nível de imunização da população quanto à doença no país e identificar de que forma o vírus está se propagando.

A diretora geral da Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), Ana Flora Camargo Gerhardt, explica que os bairros que serão percorridos não são divulgados anteriormente para evitar a ação de pessoas mal intencionadas. “Os profissionais de saúde vão até as residências para realizar a pesquisa”, detalha. Os pesquisadores estarão em campo entre os dias 4 e 6 de junho.

A metodologia consta de teste sanguíneo rápido, por punção digital, além da aplicação de um breve questionário para identificar doenças preexistentes e possíveis sintomas de coronavírus nos últimos 30 dias.

A pesquisa com testes rápidos é financiada pelo governo federal, por meio do Ministério da Saúde (MS), coordenada pela Universidade Federal de Pelotas e executada por pesquisadores do Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope). Toda a ação conta com a atuação de profissionais locais, no caso, uma enfermeira, que dá suporte às atividades.

“É importante que o morador se certifique da ação pedindo para checar o crachá dos pesquisadores”, orienta Patricia Pavanelli, diretora de contas do Ibope.

O governo de Rondônia colabora dando publicidade e transparência à pesquisa e a Polícia Militar do Estado com conhecimento da ação durante o período da pesquisa e no suporte, para garantir segurança à ação.

O Ibope disponibilizou o canal de comunicação pesquisa.covid-19@ibopeinteligencia.com para a comunidade entrar em contato.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA